September 2019

Dor crónica

Um dia recebi um jovem emigrante que se encontrava de férias.

This image has an empty alt attribute; its file name is man-with-front-shoulder-pain-1024x683.jpg

Veio na esperança que lhe resolvesse o problema com o qual convivia há já 4 anos.

Há 4 anos teve um acidente e fraturou a clavícula. Nessa altura foi operado e foi colocada uma prótese para estabilizar a mesma. Desde aí que as dores o acompanharam e nunca mais conseguiu ver-se livre delas… Os médicos decidiram remover a prótese o que mais tarde revelou ser uma boa decisão, uma vez que a dor reduziu substancialmente.

Passados 4 anos da fratura o José* continuava a sofrer com dor embora baixa, esta era permanente e com alguns períodos de agravamento. A dor alastrava já para o pescoço e omoplata.

Foi então que a sua tia lhe falou do meu trabalho e que talvez eu o pudesse ajudar.

Quando entrou no meu gabinete o José encontrava-se com a dor em nível 2 (de 0 a 10)

Após termos conversado identifiquei o problema e iniciei o tratamento.

Alguns segundos após inserção das agulhas o José deixou de sentir dor

No final do tratamento aconselhei o José a procurar um terapeuta que o pudesse acompanhar, uma vez que não o poderia consultar mais.

Semanas mais tarde tive a notícia que o José continuava sem qualquer dor.

Pela primeira vez em 4 anos!!!

É fundamental que as pessoas não se deixem abater pelos seus problemas, pois existem sempre uma alternativa. A acupunctura é uma técnica muito eficaz que pode acompanhar outros tratamentos ou servir de solução a alguns problemas que afligem as pessoas. Este é um caso de esperança mas também persistência, pois o paciente não desistiu de procurar ajuda e acabou, finalmente por encontra-la

*nome fictício