June 2017

Acupunctura no tratamento da dor

A acupunctura tem uma vasta área de acção. São inúmeras as patologias que trata:

  • Ginecologia – Síndrome pré-menstrual; sintomas da menopausa, dismenorreias…
  • Gastroenterologia – Obstipação, diarreia, gastrite, náuseas, refluxo
  • Reumatologia e ortopedia – Lombalgia, cervicalgia, gonalgia, omalgia, artrite, tendinites…
  • Sistema imunitário – Infecções recorrentes, Esclerose múltipla, fibromialgia…
  • Pneumologia – Sinusite, rinite, asma, bronquite…
  • Estética – Emagrecimento localizado, estrias e rugas, celulite…

Este é um apanhado geral das patologias que a acupunctura pode tratar.  A Organização mundial de saúde reconhece a eficácia da acupunctura no tratamento em mais de 100 doenças.

Mas uma das áreas onde a acupunctura é mais popular é na área da dor. A acupunctura tem acção em diversos mecanismos de dor. Sendo muito complexa a investigação sobre a sua acção e seus mecanismos, são muitos os estudos que demonstram as vantagens no uso da acupunctura como forma de tratamento único ou complementar em muitas doenças. Problemas comuns como a dor de costas ou a enxaqueca, são algumas das muitas patologias em que a acupunctura pode ajudar.

 

Epicondilite – Tendinite do tenista

A epicondilite é uma tendinite muito comum nos dias de hoje. Em geralmente as tendinites surgem devido a movimentos muito repetitivos. Por ser muito comum nos tenistas, é também conhecida como tendinite do tenista.

O facto de estar constantemente a repetir o mesmo movimento, faz com que o tendão comece a inflamar na zona próxima da sua inserção.

É por isso fundamental, alterar hábitos para que este problema possa regredir e desaparecer.

A acupunctura é muito eficaz do tratamento das tendinites pois a sua acção anti-inflamatória é extraordinária.

Alguns sintomas da epicondilite:

  • Dor sempre que se estira ou contrai o braço e, sobretudo, quando se levantam pesos
  • Possível dormência pelo braço até à mão
  • Possível dor irradiante pelo braço

CASO CLÍNICO

Uma paciente veio até ao meu gabinete sofrendo de uma epicondilite há já vários meses. A dor ocorria sempre que movia o braço e havia grande sensibilidade ao toque na região afectada. Foi feito tratamento de acupunctura distal e ao mesmo tempo pedi à paciente que movesse o braço para testar a dor. A melhoria foi instantânea. Continuei a colocação de agulhas, no final do tratamento a dor e desconforto tinha baixado em cerca de 50%.

Foram efectuados mais 3 tratamentos para resolver o caso.

 

Quando a tendinite aparece, é fundamental não ignorar o que sente e ir logo tratar-se. A tendinite tende a instalar-se e a desenvolver-se, retirando qualidade de vida às pessoas que dela sofrem.

Dedo gatilho

O dedo gatilho é um distúrbio inflamatório que causa bloqueio de um ou vários dedos da mão. Ao fletir o dedo este bloqueia e a extensão é apenas possível com ajuda da outra mão, havendo também dor

A inflamação ocorre geralmente nas regiões articulares metacarpo-falângicas ou interfalângicas. O problema é na bolsa sinovial que inflama. Ao inflamar comprime o tendão que ali passa (responsável pela flexão do dedo) impedindo que este volte à sua posição original

CASO CLÍNICO – Um paciente do sexo masculino com cerca de 80 anos veio ao gabinete queixando-se de dedo em gatilho no dedo médio esquerdo. O direito também estava afectado embora com bastante menos intensidade.

Este problema já o incomodava há uns meses embora estivesse pior de há umas semanas a esta parte.

Para além do dedo prender, havia inchaço na articulação interfalângica proximal, bem como alguma deformação articular (já antiga) e consequente limitação do movimento.

Foi feito então o tratamento de acupunctura. O tratamento foi baseado em acupunctura distal recorrendo a áreas reflexas. Após a inserção das agulhas houve alguma resposta. Foi agendada segunda sessão dois dias depois.

Aquando da segunda sessão o paciente relatou não ter tido mais bloqueio no dedo assim como dor. O inchaço também havia diminuído na medida do possível (pois a deformação articular impede a recuperação completa).

Por segurança foi agendado um terceiro tratamento. Em resumo o paciente recuperou numa sessão, tendo feito mais duas para consolidar o tratamento.

Urgência

Certo dia um paciente contactou-me com uma dor severa na perna. Fui de imediato até sua casa para ver o que se passava.

O paciente sofria de uma ciatalgia severa, há já alguns dias, que o impedia de andar naturalment, obrigando-o a andar muito curvado. Para além da dor permanente ao longo da perna, por vezes perdia a força.

O paciente em questão é um senhor de mais de 90 anos que já sigo há vários anos. Geralmente oferece uma boa resposta aos tratamentos propostos. Sofre de uma escoliose acentuada que está na base de muitos dos seus problemas.

Decidi por isso fazer o tratamento de acupunctura, esperando provocar um alívio substancial.

Foi então feito o tratamento com acupunctura distal e craniopunctura. No final do tratamento foi também feita uma técnica de micropunctura para acentuar o efeito do tratamento.

No final do tratamento pedi ao paciente que me dissesse como se estava a sentir, mas infelizmente ainda não sentia qualquer melhoria. Decidi então reforçar o tratamento de forma mais local. Fiz então massagem lombar, região que estava tensa e sensível. Passados alguns minutos a zona estava mais relaxada e aliviada, tendo o paciente descrito uma sensação de bem-estar durante a massagem.

Mas mais um vez não ocorreram melhorias. Fui então embora, tendo sido agendada uma visita para uns dias depois.

Passados 3 dias, altura em que pude regressar, o paciente estava a 100%. Disse-me que se tinha ainda deitado com dor, e por isso com melhorias pouco evidentes, mas que no dia seguinte havia acordado sem qualquer problema.

A sua cara era outra, era evidente a transformação que o corpo havia sofrido.

Nesse dia foi feita massagem para trabalhar toda a coluna que o afecta diariamente, visto que o problema anterior havia sido resolvido.

Os efeitos da acupunctura podem ser extraordinários e surpreendentes. Por vezes observamos resultados imediatos, outras vezes efeitos mais tardios. Mas sempre que executada com profissionalismo e competência, a acupunctura pode ajudar muitas pessoas num número infidável de problemas.

 

Tratamento de rugas com acupunctura

As rugas analisam-se de duas formas:

  • rugas de expressão
  • rugas de envelhecimento

Embora seja um processo natural, em última análise todos ficaremos com rugas, por vezes estas assumem proporções exageradas.

Podemos nestes casos actuar diminuindo a sua presença, e em alguns casos eliminá-las.

O tratamento das rugas através da acupunctura é também muito famosa pelos seus efeitos. Através de um aumento de circulação sanguínea local, a acupunctura permite a diminuição e até eliminação das rugas no rosto. O tratamento é feito através de agulhas locais mas também de uma selecção de pontos específicos que permitem o aumento de elasticidade dérmica.

Um dos efeitos esperados é a diminuição do tamanho da ruga bem como da sua profundidade (prega ou vinco).

Este tratamento é também válido na remoção de cicatrizes e fibroses que ocorrem após cirurgias, ou com as alterações de peso ao longo dos anos.

Embora a cada sessão seja possível verificar as alterações causadas pelo tratamento, para que este seja consistente é necessário um plano de diversas sessões.

É também importante entender que o objectivo deste tratamento, ao contrário de outros tratamentos de estética mais evasivos, não é da remoção total das rugas, mas sim da sua diminuição. A acupunctura tem um efeito homeostático, de equilíbrio. Permite por isso levar o organismo à sua natureza e remover os desequilíbrios que aparecem com o tempo.

Geralmente nunca menos de 8 com uma frequência de 2 vezes por semana.